Buscar
  • Projeto Solo

Maria Lídia Magliani - A namorada vai chorar, 1986

Atualizado: 9 de dez. de 2020




Para desvendar esta carta, você deve lembrar do feminino, das dores e das afetividades.


O engajamento feminino faz parte das representações do(a) artista que criou esta imagem.


“Não se nasce mulher, torna-se”.

Simone de Beauvoir.


Você já parou pra pensar nas diferentes representações do feminino?


Você já parou pra pensar em como representar as dores e a

afetividade feminina?


Ficha técnica

A namorada vai chorar

Data: 1986

Técnica: pastel seco e pastel oleoso sobre papel

Dimensões: 69,6 x 70 cm

Doação São Marco S.A. Indústria Química

Número de tombo: 1670



A imagem desta carta é a reprodução do trabalho de Maria Lídia, intitulada: A namorada vai chorar (1986). Maria Lídia é uma artista Pintora, desenhista, gravadora, ilustradora, figurinista, cenógrafa. Magliani, como era conhecida, cursou artes plásticas (1963-1967) e pós-graduação em pintura (1967-1968) na Escola de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, sendo a primeira mulher negra a formar-se na instituição. Na pintura, os temas de engajamento feminista surgem em imagens criadas com gestos largos. Para a curadora Denise Mattar (2004), “sua criação se insere num expressionismo sangrento, que choca e fere os desavisados e os sectários.”

27 visualizações0 comentário